WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

Primeira-dama encabeça campanha de doação de sangue para pacientes com Covid-19

Os hemocentros de todo o país estão sentindo o impacto provocado pela Covid-19. No Acre não poderia ser diferente, pois, além de enfrentar o crescimento de internações por Covid-19, o estado registra vários casos de dengue.

Para incentivar a população a doar sangue, a primeira-dama do Estado, Ana Paula Cameli, e o Hemoacre deram início nesta terça-feira, 16, à campanha de doação “Precisamos cada vez mais de pessoas do seu tipo sanguíneo”.

A primeira-dama esteve no Hemoacre com sua equipe para realizar doações e visitar a instituição, fortalecendo a solidariedade neste momento crítico que o estado está enfrentando.

“A doação de sangue é um ato voluntário que pode ajudar a salvar muitas vidas”, disse a primeira-dama do Estado do Acre, Ana Paula Cameli/Foto: Secom

“A doação de sangue é um ato voluntário que pode ajudar a salvar muitas vidas. Estamos aqui no Hemoacre para estimular a população a fazer doações de sangue e convido todos os servidores do Estado e sociedade civil a abraçar esta campanha”, destacou.

A orientação para indivíduos com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 é aguardar 30 dias após a recuperação completa para doar.

Primeira-dama realizou o cadastro para a doação de médula óssea. Foto: Neto Lucena/Secom.

Doação de Medula Óssea

A primeira-dama aproveitou a visita e realizou o cadastro para compatibilidade de doação de medula óssea. Preencheu o formulário com seus dados pessoais e em seguida foi colhida uma amostra de sangue (5 ml) para realização do exame de compatibilidade (HLA).

“Esse é um momento bem importante para sermos solidários de todas as formas. Não dói nada, é bem simples e podemos salvar vidas”, destacou.

Para ser doador de medula óssea é necessário ter entre 18 e 55 anos; não ter histórico de câncer ou doenças autoimunes; ir ao Hemocentro, preencher formulário com dados pessoais e em seguida será colhida uma amostra de sangue (5 ml) para realização do exame de compatibilidade (HLA).

Os dados serão incluídos no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Caso o possível doador apresente compatibilidade com alguém, será chamado para fazer testes mais completos. E, se a compatibilidade for confirmada, será avaliado pelo médico.

Fonte: ContilNet

comentarios
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.