WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

No Acre, primeira-dama acusa vereador de lhe agredir e sacar arma após exigência de máscara

A primeira-dama do município de Porto Walter,  no interior do Acre, que também é  secretária de Saúde,  Ana Flávia Melo, revelou na noite desse domingo, 1, que foi agredida verbal e fisicamente pelo vereador e policial civil Da Cruz, na porta da Unidade Mista de Saúde quando exigiu a ele o uso de máscara. Ela passou por exame de corpo de delito e o médico Leonardo Jaime Ajhuacho atestou hematoma no pescoço e braço esquerdo de Flávia.

A mulher conta que  foi ao local com o  marido, o prefeito Cesar Andrade, uma prima e o filho de 2 anos para deixar medicamento para uma paciente que estava internada. Na saída da unidade, enquanto a família lhe aguardava no carro, ela se deparou com o vereador entrando sem máscara no local.

Ela diz que pediu o uso de máscara e ele respondeu que, por se tratar de uma unidade estadual de saúde, a secretária do município não mandava no local e ainda teria mostrado uma arma de fogo para ela, que estava com o filho de 2 anos no colo.

A situação ficou acirrada e  houve empurrões. O prefeito Cesar Andrade entrou na confusão para defender a esposa.  Flavia saiu com marcas de agressões no pescoço e braço e o  vereador/policial teve a camisa rasgada.

“Além da agressão física, sofri o constrangimento de ver o vereador sacar uma arma para mim na frente do meu filho de 2 anos, por isso não aguentei”, conta ela.

Na Delegacia de Polícia, onde Da Cruz é o responsável, disse que ele  iria  escrever seu próprio depoimento enquanto outro agente ouviu a primeira-dama. Da Cruz teria dito ainda que na confusão, o celular dele sumiu e teria sido levado pelo prefeito Cesar Andrade.

O verador não respondeu ao Ac24horas sobre o fato. O delegado de Polícia Rafael Távora, que responde pelo município, partiu de Cruzeiro do Sul para Porto Walter na manhã desta segunda-feira, 3, e disse que só poderá falar sobre o assunto depois que se inteirar dos fatos.

Em Porto Walter, há 9 vereadores e da Cruz faz oposição ao prefeito Cesar Andrade. No município, atuam 3 policiais civis e um delegado, que fica em Cruzeiro do Sul e responde  pelo município.

Fonte: AC24Horas

comentarios

Comentários estão fechados.