WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

Mâncio Lima : nasce a nova rota do café no mapa do Brasil

O café moveu a economia e a política do Brasil durante décadas, principalmente, nos primeiros trinta anos após a proclamação da República. Posteriormente, foi substituído por novas culturas agrícolas. Contudo, no município de Mâncio Lima ( AC), no extremo oeste do país, a cafeicultura está mudando a realidade econômica de dezenas de famílias.

Na terra onde o Sol nasce por último e se põe último no Brasil, há três anos, setenta agricultores familiares apostaram na plantação de café. Cada família plantou uma quadra de café, um total de 3.333 mudas.

Jenilson Leite com o produtor Romualdo Marques. Foto: Jardy Lopes

Romualdo Marques apostou no plantio  de café junto com a família.  Hoje tem uma mini indústria  de café e um viveiro  regional de mudas. O café  produzido  pelo agricultor é  um sucesso. O filho de Romualdo [ Bruno]  é  o responsável  pelos cuidado da plantação. Em homenagem  o avô,  a empresa ganhou o nome de ” Café  Vô Raimundo”.  Atrás do moinho elétrico,  onde é  moído a semente, tem uma galeria com imagens de várias  personalidades da política  acreana que visitam o colono. ” Com uma hectare de terra plantada,  garantimos uma renda anual de 50 mil  do café”, comenta.

Jonas Lima recebe a visita do deputado Jenilson Leite , do ex-deputado federal César Messias, do secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo Rosaldo Marques. Foto: Jardy Lopes

A ideia de plantar café em Mâncio  Lima  foi do deputado  estadual  Jonas Lima, o maior produtor  de café do Vale do Juruá, e recebeu o apoio da administração  municipal,  que tem como chefe do poder executivo  Isaac  Lima, irmão de Jonas.

Se em Mato Grosso temos o rei da soja, o Acre já tem o rei do café. O deputado  tem dez hectares plantadas, com 42 mil pés.

O crescimento  do café na região também resultou no aumento de máquinas  de torrefação. Já temos cinco no Vale do Juruá.

Em média,  uma saca custa R$ 600.

Outras culturas agrícolas

César Messias, Fredinho ( produtor  de melancia) e Jenilson Leite. Foto: Jardy Lopes

Mâncio Lima também  é  referência  no plantio de melancia . O mercado regional das cidades  vizinhas são abastecidos a produção do município. Também  é de Mâncio Lima  a água de coco que maioria dos moradores  de Cruzeiro do Sul e de  Rio Branco  consomem.

Jonas Lima no seu plantio de café. Foto: Jardy Lopes
Foto: Jardy Lopes
Foto: Jardy Lopes

 

Fonte: Portal Tarauacá

Por Leandro Matthaus

comentarios
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.