WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

Jorge Viana é acusado pelos advogados do União Brasil de ter prestado informação falsa à Justiça

O que parecia ser apenas mais um simples adiamento de audiência judicial pode se transformar em um grande problema para o ex-senador Jorge Viana. O PSL, atual União Brasil, presidido no Acre pelo Senador Márcio Bittar, processa judicialmente o petista por manifestações em que ele teria ofendido a honra dos membros do partido. A ação tramita na 5ª Vara Cível de Rio Branco e é conduzida pela juíza Olívia Ribeiro.

 

https://www.instagram.com/techvwear/

 

Para resolver o processo a magistrada marcou uma audiência para a última sexta (01/07), onde seriam produzidas todas as provas e dada a decisão final.

 

Com receio de ser condenado em meio ao período eleitoral, o que poderia repercutir negativamente no seu eleitorado, o advogado de Jorge, seu genro e presidente da OAB Rodrigo Aiache, pediu à Juíza que adiasse a audiência, informando que no dia em que ela se realizaria a audiência seu cliente e sogro não estaria em Rio Branco. Acontece que os advogados do PSL (UB) tomaram conhecimento da entrevista concedida por Jorge Viana ao jornalista Itaan Arruda, na TV Gazeta, na sexta, mesmo dia em que ele afirmou à juíza que não estaria em Rio Branco.

 

Por conta disso, eles pediram à juíza do caso que encaminhe os fatos ao Ministério Público do Estado do Acre para que processe criminalmente Jorge por ter, segundo eles, mentido ao juízo, cometendo crime contra a administração da Justiça.

 

Curiosamente, no mesmo dia da audiência, Jorge também foi o entrevistado ao vivo no Programa Boa Conversa, transmitido pelo ac24horas.

 

Em meio a polêmica do adiantamento da audiência, o ex-senador Jorge Viana (PT), declarou ao ac24horas que o motivo do pedido feito pela sua defesa ocorreu em virtude dele estar em São Paulo – em uma agenda particular. Além disso, JV alegou que a juíza do processo também não podia presidir o julgamento na última sexta-feira, 1° de julho. “Em outra data haverá o julgamento. O meu advogado [Rodrigo] tá alegando que na dúvida se eu voltaria no mesmo dia, eu não sabia se voltaria tão rápido”, explicou.

 

Viana disse ainda que sua opinião se dirigia a antiga sigla partidária do Partido Social Liberal (PSL) que hoje se chama União Brasil. “Já até acabou, o Bolsonaro saiu. No dia da audiência vou dizer que minha opinião era daquele PSL, agora é União Brasil. É uma bobagem, opinião expressa em uma live. Os cara falaram de metralhagem e eu não posso responder?”, comentou.

 

https://www.instagram.com/mahoustore/

 

Por Ac24Horas
comentarios

Comentários estão fechados.