WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

BOLÍVIA: Áñez diz que Morales envergonha o país por suas acusações de “pedofilia”

– “Nós respeitamos as mulheres e as crianças, mas tínhamos um presidente que guardava todos esses crimes para si e tinha um ambiente que certamente os encobria”, disse a presidente em Tarija,Bolívia.

A presidente Jeanine Áñez assegurou nesta terça-feira que as acusações de “pedofilia” contra o ex-presidente Evo Morales envergonha a Bolívia em nível internacional e ataca o ambiente da ex-autoridade por um silêncio cúmplice.

– “Ele está nos constrangendo internacionalmente e muitos dos que o cercam certamente sabiam dessa atitude, mas foram dissimulados”, disse a presidente durante um discurso, em um evento público em Tarija, em relação às denúncias contra Morales pelo suposto crime de estupro em dois casos diferentes.

– “As acusações de pedofilia são imperdoáveis ​​em qualquer pessoa, em qualquer ser humano que as cometa (…), mas vindo de um ex-presidente é realmente um ato ultrajante (…), E não ficará impune”, alertou Añez ao abordar o assunto em forma de entrega de prêmios às oficinas de Tarija pela retomada do programa de requalificação e manutenção de cilindros de Gás Natural Veicular (GNV).

Morales, refugiado na Argentina, foi denunciado na semana passada pelo Governo de Áñez pelos crimes de estupro e tráfico e contrabando de pessoas envolvendo menor. Fotos e supostas revelações do relacionamento amoroso circularam nas redes sociais.

E na segunda-feira, o vice-ministro da Transparência, Guido Melgar, apresentou um segundo caso de estupro contra o ex-presidente, com base em uma denúncia em que está implícito que mesmo a menor teria engravidado aos 15 anos, tendo uma filha em 2016.

Nesse sentido, a presidente do Senado, Eva Copa, e seu colega de deputados, Sergio Choque, concordaram que ninguém pode colocar as mãos no fogo por ninguém, embora considerem Morales um caso particular.

O deputado Choque afirmou, porém, que as denúncias fazem parte de uma “guerra suja”.

Áñez, sem citar nomes, acusou Morales de saber dessas ações e observou que todos os crimes cometidos devem ser punidos.

“Nós respeitamos as mulheres, as crianças, mas tínhamos um presidente que guardava todos esses crimes para si e tinha um ambiente que certamente os encobria. Não ficará impune. É realmente uma atitude imperdoável e ultrajante para todos os bolivianos ”, argumentou.

Morales se referiu ao caso sem mais comentários no domingo (23/08/2020), quando em uma conversa com a rádio Kawsachun Coca, ele disse não concordar que eles incluam “colegas em questões políticas”.

(26/08/2020)

Fonte: La Razón

comentarios

Comentários estão fechados.