WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

Agronegócio tem saldo positivo de US$ 43,7 bilhões no acumulado do ano

As vendas de produtos do agronegócio no mercado externo superaram as compras em US$ 43,7 bilhões no acumulado do ano, de janeiro a abril de 2022. Neste período, as exportações do setor apresentaram alta de 34,9%. As importações registraram uma variação de 0,7%, se mantendo estáveis, na comparação com o mesmo período de 2021.

Os dados foram divulgados na quinta-feira (19/05), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). De acordo com o instituto, o saldo da balança comercial total (com produtos de todos os setores da economia) apresentou superávit de US$ 20,2 bilhões no acumulado do ano.

Só no mês de abril, o agronegócio exportou US$ 14,9 bilhões, contribuindo para um superávit de US$ 13,6 bilhões no saldo da balança comercial do setor, apresentando crescimento de 15,2% frente ao mesmo mês de 2021. Já as importações totalizaram US$ 1,3 bilhão no mês, com alta de 11,7% na comparação interanual. A balança comercial total encerrou abril com saldo positivo de US$ 8,1 bilhões.

Segundo o Ipea, desde dezembro de 2021, o Brasil tem exportado mais do que nos anos anteriores. Isso se justifica pela forte elevação dos preços internacionais das commodities, principalmente as agropecuárias. As commodities são produtos de origem agropecuária ou de extração mineral, em estado bruto, usados como matéria-prima pela indústria para fabricação de outros produtos, como soja e minério de ferro, por exemplo.

De acordo com pesquisadores do instituto, no mês passado, as exportações foram 81,6% maiores que em abril de 2019, 52,3% maiores que em 2020 e 14,9% maiores que em 2021.

Ainda de acordo com o Ipea, o destaque do período ficou com a soja, que segue liderando as exportações do agronegócio brasileiro, porém com alteração na composição entre grão, farelo e óleo. A soja em grão apresentou significativa queda no volume exportado em relação a abril do ano passado. Já os derivados, óleo e farelo, apresentaram importante incremento, tanto nas quantidades quanto nos preços. Assim, no mês passado, o valor exportado da soja teve leve alta, motivado pelo aumento de 41,8% no preço do grão, ante abril de 2021.

A soja em grão chegou a US$ 6.729 milhões em exportações em abril deste ano, frente aos US$ 6.665 milhões do mesmo mês do ano passado. O farelo de soja chegou a US$ 940 milhões e o óleo de soja a US$ 415 milhões nas exportações em abril deste ano.

A carne bovina segue em ritmo crescente. O preço médio da carne exportada avançou 27,9% na comparação com abril de 2021, diante de um aumento de 22,1% nas quantidades enviadas. Os envios do produto para China seguem aquém do ano passado, no entanto, parte dessa queda foi compensada pela venda a outros países.

A carne de frango, por sua vez, segue expandindo mercados. O Ipea destaca o aumento de 27,2% no preço médio da ave e 5,6% nas quantidades exportadas da proteína. Sobre o trigo, os bons resultados das exportações em março e abril são explicados pela safra recorde em 2021-2022, porém o volume enviado ao exterior em abril foi cerca de um sexto do registrado em março.

Sobre as importações, o Ipea apresenta um crescimento de 11,7% em abril, influenciado pelo aumento geral de preços. Dos 16 produtos acompanhados, 14 tiveram alta de valores, enquanto nove tiveram queda nas quantidades, incluindo quatro dos cinco itens mais expressivos da pauta de importações: pescados, produtos hortícolas, papel e malte.

Balança comercial

A Balança Comercial é o conjunto de dados do comércio exterior do Brasil que são divulgados mensalmente pelo Governo Federal. Os números indicam a diferença entre as exportações e importações, seja do mês ou do ano.

Em 2021, a balança comercial brasileira fechou o ano com superávit de US$ 61 bilhões. Isso significa que o país vendeu mais ao exterior do que comprou, ou seja, recebeu mais dinheiro enviando seus produtos do que gastou comprando mercadorias de outros países.

Quando o inverso acontece, a compra de produtos de fora supera o que o país vendeu no mercado externo, ocorre o déficit. Quando esses casos acontecem, o país acaba criando uma dívida, já que teve que enviar mais dólares ao exterior do que recebeu. O equilíbrio ocorre quando os valores de importação e exportação são equivalentes, deixando o saldo do país estável.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Agro News

comentarios
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.