WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

ACRELÂNDIA – Será que TODOS que estão no combate ao COVID-19 estão realmente recebendo a bonificação de R$3.000,00?!

 

De acordo com matéria publicada no Ac24horas no dia 27 de Agosto de 2020, o Prefeito de Acrelândia, Ederaldo Caetano (PP), promete realizar o pagamento de até R$3.000,00 (três mil) reais, de forma temporária, a todos aqueles profissionais que exercessem atividades no combate de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Ocorre que, segundo denúncias realizadas por alguns desses profissionais, não tem sido bem assim…

Segundo denúncias de uma servidora, que não quer ter sua identidade revelada, “esta ajuda, em verdade, não vai atender ao pessoal de apoio, que também está trabalhando, os servidores responsáveis pela limpeza, copeiros, motoristas, dentre outros, que também tem contato direto com os portadores do COVID-19”.

A pergunta que se faz é: Por que essas pessoas, que estão diariamente servindo como suporte e lidando constantemente com os riscos de serem contaminados, não estão tendo o direito de receber esse bônus?

 

A servidora continua: “Estamos cansados de ser enganados. Na época da vacinação não recebemos nada de incentivos, mesmo vindo os recursos, nós não recebemos. É triste, mas esta é a realidade. Já fui perseguida por denunciar remédios mau condicionados e até vencidos nas UBS de Acrelândia, fato que acabou com o MPAC fazendo apreensão de medicamentos vencidos. Esta gestão tem sido um desastre para com a saúde e para com quem depende dela – Finaliza a funcionária.

Vejam caros leitores, que além do não cumprimento do que ficou estabelecido no decreto criado pela própria gestão de Acrelândia, há ainda uma problemática ainda pior – denúncias de que os medicamentos estariam sendo mau condicionados, o que inclusive, gerou uma investigação que está sendo realizada pelo Ministério Público.

Pelo amor de Deus, minha gente! Estamos lidando com um dos setores essenciais mais importante e delicados de uma gestão – a saúde pública! A partir do momento que há falhas na prestação de serviço da saúde, vidas podem estar sendo ceifadas pela incompetência e ingerência do Gestor Público. Isso é muito sério!

Quanto ao mencionado abono no início desta matéria, a partir do momento que uns estão recebendo e outros não, sendo que todos que foram citados lidam diariamente no combate ao COVID – 19, seja através da limpeza do ambiente, daquele que faz e serve o cafezinho, do motorista que conduz os pacientes ou os médicos e enfermeiros, há uma flagrante discriminação, e isso, além de abominável é inconstitucional! 

Ora, o anúncio feito pelo Prefeito de Acrelândia é bem claro – bonificação temporária e transitória aos servidores públicos municipais que exerçam atividades no combate de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Não especifica que só é voltado para médicos, enfermeiros ou técnicos de enfermagem! Mas sim TODOS que estejam voltados ao enfrentamento ao novo coronavírus.

A partir do momento que se cria uma lei, esta deve ser seguida, a começar de “quem” a elabora.

Esperamos sinceramente que os órgãos competentes tomem as medidas cabíveis e que todos aqueles que estão se sentindo prejudicados hajam como esta servidora, que não se calou diante de uma ilegalidade, pois só assim, as “injustiças” e menosprezo para com a vida do cidadão deixará de existir, ainda que paulatinamente.

comentarios

Comentários estão fechados.