Acreano vence batalha e avança mais uma fase no The Voice Brasil

Interpretando a canção The Prayer, com Maria Bravo,  o cantor acreano Gustavo Matias venceu a batalha da noite dessa terça-feira, 23, e avançou mais uma etapa no programa The Voice Brasil, exibido pela Rede Globo. Ele cantou a música  originalmente gravada pela cantora canadense Celine Dion em dueto com o tenor italiano Andrea Bocelli e escrita por David Foster, Carole Bayer Sager, Alberto Testa e Tony Renis.

Com grande potência vocal, presença elegante no palco, Gustavo agradou a todos. Antes da decisão da batalha ser anunciada, a cantora Iza elogiou o acreano. “Muito obrigada por essa inacreditável apresentação. Gustavo, você  é tão especial e seu dom é tão incrível”, parabenizou.

Brow escolheu convicto. “Meu querer não é meu e minha emoção pede Gustavo”, apontou o cantor baiano.

Gustavo agradeceu à Maria pelo trabalho que fizeram juntos. “Foi um trabalho lindo e quero agradecer. Vou seguir representando você  e todos os artistas no time de Brow”, citou.

A apresentação foi assistida em um telão no  Shopping Copacabana, em Cruzeiro do Sul, cidade natal do cantor. A festa doi organizada por colegas de Gustavo do Conservatório de Música, do grupo Garotos do Sótão, alunos, ex-alunos, diretores e a mãe dele, dona Graça Matias.” Ele cantou tão lindo quanto na primeira vez”, citou emocionada.

O cantor de 22 anos, natural de Cruzeiro do Sul, se apresentou pela primeira vez no programa no dia 4 de novembro interpretando a canção italiana Nessun Dorma. Os cantores Claudia Leite e Carlinhos Brown viraram as cadeiras para o acreano. Ele optou pelo time de Brow, que elogiou Gustavo. “É a voz mais esperada desta temporada. Quem faz isso é disciplinado e estudioso”, citou após ouvir a apresentação do tenor acreano.

História de persistência

Gustavo Matias de Oliveira Pinheiro da Silva é filho único de Maria das graças Matias de Oliveira e foi criado pela mãe sem a presença do pai. Ela deixava o filho com a mãe ou a irmã para ir trabalhar como auxiliar de enfermagem, professora e empregada doméstica. Ela conta que desde os 6 anos, Gusttavo demonstrava talento para música e cantava na igreja em que frequentavam. “Sempre fui mãe solteira e minha vida toda foi dedicada ao meu filho, que desde menino amava cantar. Quando apareceu o Conservatório ele se encontrou e encontrou a felicidade”, relata a mãe orgulhosa e ansiosa pelas próximas apresentações do filho.

Gustavo lembra que entrou para o Conservatório em 2016 como aluno de canto. Se destacou e passou a dar aulas de graça. Em 2019, um projeto do Conservatório foi aprovado por meio de um Edital do Projeto Bem Maior do apresentador global Luciano Huck. Mas, com a mãe desempregada, ele teve que deixar a música de lado e saiu do Conservatório, mas foi chamado de volta este ano e passou a receber um salário por meio do Ministério Público do Acre, que mantém o Conservatório com parceria do governo do Estado e prefeitura de Cruzeiro do Sul.

“Eu entrei no Conservatório em 2016 como aluno de canto e queria ficar lá o tempo todo porque era o único lugar de Cruzeiro do Sul que tinha um piano. Depois me tornei professor voluntário e passei a receber uma bolsa mas o valor era pequeno .Com minha mãe desempregada para não passar necessidade eu saí do Conservatório para procurar emprego até que o Dr. Iverson e o Mota me contrataram . Hoje vivo de Música e meu maior orgulho é por meio do meu dom eu poder ajudar os jovens a cantar ou tocar um instrumento “, contou citando que o Conservatório mudou a vida dele como músico e como cidadão.

Gustavo é estudante de física no Instituto Federal do Acre- IFAC e o Trabalho de Conclusão de Curso – TCC é sobre a música na física. É vocalista do Grupo Garotos do Sótão, fruto do Conservatório, que faz apresentações na região. Esta não é a primeira vez que o Conservatório participa do programa global. Em 2019, Loren Medeiros, também aluna, esteve no The Voice versão Kids.

“Só temos a agradecer ao promotor Iverson Bueno, que criou o Conservatório, à Procuradora Kátia Rejane do Ministério Público do Acre e ao governador Gladson Cameli, que mantém os professores de música do Conservatório por onde passam jovens carentes como o Gustavo e que forma músicos, cantores e cidadãos”, conclui Cordolino Mota, ex-funcionário do Ministério Público e atual coordenador da Fundação de Cultura Elias Mansour de Cruzeiro do Sul.

Fonte: AC24Horas

comentarios
você pode gostar também