WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

Acre: Medidas durante a pandemia, covid-19

 13 de abril de 2020, Brasileia-AC.

 

Acre é um dos estados com maior número de pessoas que se recuperam da covid-19

Entre eles, o idoso de 81 anos, como um dos primeiros casos divulgados.

“É um paciente de 81 anos e a internação dele foi mais por conta de ser do grupo de risco, porém, fizemos todo tratamento, toda cobertura com antibióticos e ele passou seis dias internado. Está curado, já saiu da fase de risco, que são os primeiros 14 dias, está bem e não precisa fazer mais nada. Está de alta e curado”, Relatou o Médico

Ação acertada. 

A distribuição de cestas básicas pelo governo do Acre para famílias dos alunos da rede pública em situação vulnerável é um alívio neste momento de crise. A estratégia adotada pelo Palácio Rio Branco isenta o ato de quaisquer politicagem, o governador Gladson Cameli colocou o exército nas ruas para distribuição dos alimentos.

Estratégia

Todas as medidas adotadas pelo governo até aqui, no enfrentamento da pandemia foram planejadas e muito bem pensadas. O governador se firmou nesta crise e deve tirar lições tanto para o seu currículo como para o Estado.

A cura

Por outro lado, os bons profissionais médicos e todo o corpo de saúde estão sendo elogiados pelo número de pacientes curados. O Acre figura entre os dois estados com maior número de pessoas que se recuperam com vida da doença que assusta o mundo. Entre eles, idosos acima dos 80 anos, como um dos primeiros casos divulgados.

Contaminação

O Acre deve viver nos próximos 15 dias o período mais agudo. A contaminação passou a ser comu denitária, quando ninguém sabe mais de quem contraiu o vírus covid-19.

Decreto

Resta saber se o governo de Cameli irá manter as medidas duras do decreto de isolamento social, ou, se irá flexibilizar algumas medidas necessárias para sobrevivência econômica.

 

Por André Pinheiro

 

comentarios

Comentários estão fechados.