WhatsApp Image 2022-04-14 at 11.32.02
WhatsApp Image 2022-02-09 at 13.20.53
WhatsApp Image 2022-01-08 at 06.02.50
odonto-acre-1024x325-1-300x95
Propaganda GoVista
previous arrow
next arrow

15 mil médicos formados no exterior aguardam retorno do Revalida

Brasil-

 

A saúde precisa de reforço e uma das dificuldades vigentes para ampliar a resposta de assistência em meio à pandemia é a carência de profissionais de saúde especializados.

Diante desse cenário, um debate ganha força: aproveitar ou não os médicos formados no exterior que ainda não conseguiram oficializar seus registros para atuar no Brasil? Pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) mostra que 91% dos brasileiros concordam com a necessidade de um exame para revalidar o diploma, mas a prova não ocorre desde 2017. Com isso, mais de 15 mil médicos ficam impedidos de trabalhar no país, aguardando o Revalida.

O paraense Renan Graça, de 31 anos, é um dos profissionais que se encontram nesse limbo. Formado em medicina pela Unifranz, na Bolívia, o médico vê o projeto profissional ser postergado justamente no momento em que se considera mais necessário. “Estão fechando as portas quando deveriam estar aceitando o máximo de ajuda. E não é que queremos um CRM de mão beijada. Queremos o direito de mostrar que a gente tem o conhecimento, capacidades e habilidades para atuar no mercado, fazer o bem sem olhar a quem. O governo precisa urgente abrir os olhos para essas questões”, afirma.

regras do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicas (Revalida) sofreram alterações no fim de 2019, com o objetivo de acelerar a aplicação das provas e sanar a demanda represada. Não foi o que ocorreu.

Conforme associações de médicos brasileiros formados no exterior, a situação atinge cerca de 15 mil profissionais.

Redação FN

Fonte: Cb

Fronteira News Acre - Banner Topo

 

comentarios
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.